Dieta Paleotlítica (do tempo das cavernas)!

Olá gente!
O nome é estranho mas a dieta é maravilhosa e não tem nada de estranha! Vou mostrar para vocês uma novidade que a minha nutricionista Júlia Beux me apresentou, a dieta Paleolítica! Ela tem um resultado tão positivo, que saiu até uma matéria falando sobre, no jornal Meia Hora, do Rio de Janeiro.

Ela é mais do que uma dieta, é um estilo de vida! A “Paleo” tem como base comer os alimentos da forma mais natural possível, bem do jeito que eu gosto! Não gosto de pensar que estou fazendo uma dieta e por isso não posso comer, pelo contrário, estou pegando muito gosto pela alimentação saudável, não apenas pensando na estética, mas sim na saúde, e portanto, nunca deixo de comer, apenas opto pelo que é mais saudável!

Jornal Hora Extra - Foto de Eleci Alves, JC Assessoria

Jornal Meia Hora – Foto de Eleci Alves – JC Assessoria

Para explicar melhor:
A nutricionista Julia Beux, que atende na Clínica Luisa Rieck Biomedicina Estética, em Chapecó, SC, explica que a dieta Paleolítica exclui todos os “venenos” da alimentação moderna, que são causadores de doenças diversas. “Vamos refletir por um momento: antigamente, os seres humanos eram cercados de hábitos extremamente rústicos, sem as facilidades tecnológicas a que estamos habituados hoje. A “Paleo” é semelhante a comida do homem das cavernas, ela tem como base consumo de carnes in natura, frutas, raízes e vegetais. Nosso organismo não mudou, o que mudou é esta “obscena” oferta de produtos alimentícios Industrializados, os embutidos, corantes, anilantes, e outras substâncias nocivas a nossa saúde!”.
A dieta é uma opção de vida saudável para o corpo, em especial, tem a base similar ao homem primitivo, ou seja, orgânica.

paleopiramide

Meu cardápio da dieta Paleo:
• Café da manhã: um pote de iogurte natural com morangos e chia;

• Almoço: uma porção de proteína (frango grelhado) + meia batata doce assada + legumes e verduras (importante variar crus e cozidos para haver variedade de nutrientes);

• Lanche da tarde: mix de oleaginosas sem sal (castanhas, nozes, amêndoas);

• Jantar: mix de salada folhosos com salmão grelhado e azeite de oliva.

Sempre que eu falo de dieta, ou qualquer assunto relacionado a saúde, gosto de lembrar de algo que a Júlia me ensinou, que cada caso é diferente, e é de extrema importância buscar a orientação de um profissional para fazer as adaptações necessárias aos cardápios individuais, de acordo com as particularidades de saúde de cada um. Portanto, façam uma consulta a um nutricionista, zelando pela sua saúde em primeiro lugar!

Então, o que acharam dessa forma de alimentação saudável??

Beijinhos, Sancler!

LOGO JÚLIA

logotipo-luisa-riekc-01

Postagens relacionadas